segunda-feira, 30 de maio de 2011

Coisas boas do Facebook

Fui muito resistente à onda Facebook. Acabei por criar uma conta quando estive em casa, de licença de maternidade, numa tentativa de me ligar ao mundo. Até hoje não me arrependo. Tem lá as suas tretas chatas, detesto aplicações manhosas, não percebo a euforia pelos Farmeville's e afins, mas, no geral acho que se for gerido de forma algo cuidadosa pode ser uma ferramenta boa.

Já por lá encontrei amizades antigas, que descobri que o tempo e a distância não apagaram. Já lá encontrei outras que são apenas um número e até já lá fiz novas amizades. Já encontrei informação que me ajudou de alguma forma. Mas hoje todas as minhas expectativas foram superadas.

Através de uma foto publicada por uma antiga companheira desportiva, foram-se juntando, uma a uma, pessoas que fizéram parte do meu dia-a-dia durante anos, pessoas com quem partilhei os melhores momentos do início da minha adolescência, pessoas que o tempo e a distância foram afastando, mas de quem afinal eu tenho muitas saudades. Uma em especial, o meu treinador. Calculo que deva ter agora perto de 70 anos. Eu já deixei a competição há quase 20!!!!! Meu Deus, tantas memórias acordaram hoje. A partir dessa simples foto, criou-se um evento. E eu quero muito que esse evento aconteça realmente. Quero muito poder reencontrar estas pessoas, este treinador que era uma espécie de pai para todos nós e que hoje me disse que eu espalhava alegria! Quero muito que este jantar aconteça.

Logo vos conto :) 

5 comentários:

cuca disse...

Eu não tenho facebook mas depois de ler este post já estou com vontade de criar uma conta. ;)

anasantos79 disse...

eu tambem nao estou nada arrependida ter criado a minha conta no face ... e obrigada por fazeres parte dos meus amigos :)

bjinhos

Naná disse...

Ni, que engraçado. Também criei a conta no FB na altura da licença de maternidade e de contra vontade (tive uma no Hi5 e fiz-lhe delete), mas como tu reencontrei tanta gente a quem tinha perdido o rasto, também fiz novos amigos e não me arrependo mesmo nada!
O FB permite-me de alguma maneira ir sabendo um pouco de pessoas de quem gosto e que estão longe, ver as notícias, rir-me um pouco, enfim...
* - eu por acaso sofri da febre do Farmville, mas já passou...

T zero disse...

Só criei uma conta há um mês atrás e não consigo habituar-me àquilo. Sim, encontrei amigos e tenho contactado com familiares que vivem longe... mas ainda não encarreirei com "a coisa". Pode ser que com o tempo vá...

Tanita disse...

O lado positivo do facebook.
Eu tenho conta mas, nunca lá vou.

( Deixei um desafio para ti lá no meu blog.)

Bj**