terça-feira, 15 de março de 2011

Uma ajudinha, se fazem favor


Mães/pais, preciso da vossa ajuda.


O piolho lá de casa sempre adorou tomar banho. A hora da banhoca sempre foi encarada com alegria, ainda que, devido à pele atópica, não possa ser tão demorada como ele gostaria.


No entanto, nos últimos 2 ou 3 dias, tenho notado que fica incomodado quando lhe molho a cabeça, seja com o chuveiro ou com ajuda de um recipiente. Sou sempre eu que lhe dou o banho e estamos sempre que possível os dois [eu e o pai] na casa-de-banho. Nem eu nem o pai notámos nenhum episódio que o pudesse ter assustado e ele não se recusa nem faz fita para entrar na banheira, pelo contrário, continua a mostrar-se agradado quando falamos em "banho". O que é certo é que quando lhe molho a cabeça, choraminga, levanta-se imediatamente e quer sair :(


Estou a tentar não dar demasiada importância, não valorizar muito, para que aos poucos a normalidade regresse, mas tenho medo de insistir e fazer pior.


Hei-de falar nesta questão ao pediatra na consulta da próxima semana. De qualquer forma, e até lá, gostaria de ter o vosso feed-back. Como são os banhos dos vossos piolho(as)? Passaram por fazes destas? O que fizeram?


Bem haja.

12 comentários:

Tânia (Mamã do Santiago) disse...

eles tem fases que nao chegamos a entender...no entanto acho que o que podes fazer, uma vez que n lhe podes deixar de dar banh n é, tentar lavar-lhe a cabeça com imenso cuidado (agua nos olhos) e tentar arranjar uma brincadeira engraçada...para ele achar graça

Boa sorte

Ni! disse...

Obrigada Tânia.

Daniela disse...

Não te posso ajudar porque o Gonçalo nunca gostou de molhar a cabeça. Ainda hoje molha a cabeça com relutância e pede-me imediatamente uma toalha para enxugar a cara. Pronto, ele nunca gostou foi de ter agua a escorrer-lhe pela cara mas isso traduzia-se com o não querer molhar a cabeça.

Achas que poderá ser isso? Se sim hás de experimentar comprar-lhe uma daquelas palas (tipo boné mas sem a parte que cobre a cabeça) ou limpar-lhe a cara depois de lhe molhares a cabeça. Caso seja só aversão a molhares a cabeça em principio há de passar e não deve fugir à normalidade porque a verdade é que os miudos têm fases. Um ano adoram praia, no outro detestam. Um mês adoram sopa com couve flor no mes seguinte é sempre a recusar... and so on.

Beijocas ao baby M. :)

Daniela disse...

Ah, outra coisa que resultou comigo foi a imitação :)

Eu tomava banho com ele e deixava que ele me pusesse o chuveiro na cabeça e depois eu punha o chuveiro na cabeça dele.

O mesmo com as unhas (que o miudo tinha pavor do corta unhas). Deixei-o cortar uma das minhas unhas para ele ver que nao custava nada e depois é que cortei as dele :)

Ni! disse...

Daniela, I love U, I really do! Só pelo simples facto de me fazeres descer à terra e perceber que não sou um ovni e que, no fundo, estas coisas se passam em todas as casas :)
Acresce a isso o facto de seres uma gaja corajosa, que arrisca a unhaca na mão (e corta-unhas) do garoto!!!!
Agora a sério? Obrigada pelas dicas :)

Mamã do Príncipe Pipoca disse...

Tal como a Tânia eu também sou da opinião de que eles passam por fases que não se entendem...no outro dia o meu filhote começou a dizer que tinha medo da vaca, uma vaca que aparecia num desenhos animados que ele estava sempre a ver... depois passou-lhe. Há uma altura que começam com esses medos, também acho que a solução da Tânia é a melhor.

Maria Clara disse...

Olá! o meu filhote tem dias que faz isso mesmo, também somos sempre os dois (mãe e pai) a dar-lhe banho e não notamos nada fora do normal que o pudesse ter "traumatizado". De vez em quando (e às vezes por alguns dias seguidos) o petiz lembra-se de rabujar logo ao deitar shampoo. Então fazemos umas palhaçadas para tentar distraí-lo e tentamos ser rápidos, e mais choro menos choro acabamos por conseguir. Eu pessoalmente nãol ligo muito, pois da maneira como ele reclama parece-me mais capricho do que algum incómodo mesmo ehehhehe. Mas se ele alguma vez tornar impossivel a tarefa de lavar o cabelo, penso que compro a tal pala que a Daniela referiu.
E não, não és um ovni loll por acaso no livro que tenho onde me oriento, fala precisamente nisto, aconselhando as tais manobras de distracção. beijinhos

Ni! disse...

Mamã do PP e Maria Clara,
Obrigada também pelos vossos testemunhos e dicas. Sejam sempre bem vindas a este cantinho :)

Mami ( Sónia ) disse...

Essa fase é normal, acho que já todas passamos por isso. A Sofia teve uma altura que lavar o cabelo era um martírio, mas de repente passou.
O que eu fazia era tentar brincar, e lavar com calma e com cuidado, tentava por uma mão na testa para a água não ir para os olhos e lá se foi passando!

saudosa disse...

Bom, pouco mais há a acrescentar áquilo que foi dito pelas putras mamãs!

Tb a minha filha, que adora que o Pai lhe dê banho (ele brinca muito mais do que eu!!), teve uma altura em que não achava muita piada a todo o banho...

Começámos a ter mais cuidado com a água na cara e a lavar-lhe a cabeça com mais cuidado e tudo passou!

Só mais uma coisa: eventualmente ele poderá ter alguma otite disfarçada e doer-lhe com a água... ou nem por isso!!!

Ni! disse...

Obrigada Mami e Saudosa.
Vamos ver como corre nos próximos dias. A otite está descartada para já, porque como tivémos de lhe dar a vacina dos 15 meses em ambiente hospitalar na 2ª feira, pedi à pediatra de serviço que o observasse e não encontrou nada...
Ele não se recusa a tomar banho, pelo contrário, continua a mostrar entusiasmo. Na hora de molhar a cabeça é que a porca torce o rabo. Estou convencida que é uma fase, vamos redobrar os cuidados e ver como evolui.
Obrigada a todas :)

© ●•TéTé £ XαVιєя•● disse...

Como tencionava pôr o Xavier na natação aos 6 meses, desde sempre lhe dei banho de chuveiro, com carga excessiva de água na cabeça, para que ele depois não estranhasse. E sempre foi tomando banho, engolindo mais ou menos água, sem reclamar.

Depois do ano e meio até então que berra que se farta, inclusive já o questionei sobre o porquê, se está habituado à água, mas não obtive resposta… coisas de criança, digo eu!

O que faço, para tentar minimizar o choro, é distraí-lo com algum brinquedo e normalmente resulta!

Beijos
Tété & Xavier