segunda-feira, 4 de julho de 2011

E agora?

Sabem quando alguém, que é naturalmente importante para vós, vos desilude? E quando vocês, mesmo assim, dão a mão a essa pessoa e, depois do choque inicial, se disponibilizam para aceitar os erros? E a seguir, essa pessoa engana-vos uma e outra e outra e outra vez... Nunca passaram por isso? Ainda bem. Pois é assim que eu me sinto, totalmente desencantada. E agora?

4 comentários:

Naná disse...

Já... e hoje olho para trás a pergunto-me como é que consegui ser tão burra, tantas vezes... já esqueci, já perdoei, mas a mágoa persiste...
:(

Loira disse...

Se é alguém mesmo próximo, paciência! Fizeste a tua parte!
Se é só mais-uma-pessoa-no-mundo.... corre com ela da tua vida e não penses mais nisso! As atitudes ficam com quem as tem!

Pessoa próxima = Mãe, pai, marido e filho! E irmão, se tiveres!

(Atenção que este comentário é baseado no teu post, que é vago e pode ser interpretado de várias formas!)

Ni! disse...

Beijos para as meninas :)
Loira, algures pelo teu comentário estiveste muito perto da realidade. Obrigada pela tua visão mais pragmática, preciso disso como de pão para a boca.

Tanita disse...

Infelizmente sei o que estás a sentir e não sou boa a dar conselhos destes pois, para mim eu corto de vez. Essas pessoas depois de tanto que batalhei, morreram para mim. Mas não é bom ser assim, por isso, segue o teu coração.
Bj**