segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Molho

Quatro dias de molho. O piolho traz uma bela de uma virose da creche [daquelas que chegam sem pré-aviso, com febre inconstante e ranho à mistura]. A mãe é apanhada na curva e entre calafrios e calores e dores no corpo, o pai entra ao serviço e torna-se o bombeiro da casa. A mãe arrebita [que remédio], o pai vai trabalhar [que remédio também]. Um fim-de-semana fechados em casa [não há coisa que eu mais abomine]. A febre vai embora mas dá lugar à tosse. E o verão? Onde é que anda o verão?

1 comentário:

Maria disse...

Bem vinda ao mundo do ranho e da tosse!...lá por casa temos disso à fartazana...com um extra: tosse seguida de vómito do piolho por causa da gosma... Uma maravilha!!