sábado, 26 de novembro de 2011

O elefante de madeira

No dia do teu 2º aniversário, o teu avô ofereceu-te um elefante de madeira. Não é um elefante qualquer, não. É um elefante muito especial, um tesouro, um dos presentes com mais significado que algum dia irás receber. Vou ajudar-te a tomar conta dele, a protegê-lo para que te acompanhe até que um dia consigas também perceber a importância deste gesto e possas ser tu a tomar conta dele.

Mas primeiro vou contar-te a história deste elefante.

Há uns anos atrás, o avô tinha um negócio próspero. De porta aberta, a fazer aquilo que ele sempre soube fazer melhor, a comunicar com clientes, a receber de braços abertos todos quantos vinham comprar ou apenas fazer uma pergunta. Nessa altura, o avô começou uma colecção de figuras em madeira, lindas, máscaras, girafas, figuras femininas, chefes tribais, grandes, pequenas, médias, todas elas a fazer lembrar a "sua" África, o seu país de origem, Angola. O avô sempre teve muito orgulho nesta colecção, que fazia as delícias dos clientes que visitavam a loja. Muitas vezes lhe ofereceram dinheiro por várias peças e ele nunca vendeu uma única.

Um dia, teve de deixar aquele espaço e empacotou quase tudo. Deixou apenas algumas peças que foram adornar um espaço mais pequenino. A palavra "crise" começava a ouvir-se regularmente nos noticiários e passou rapidamente a fazer parte da realidade de muitos empresários empreendedores como o teu avô.

A prosperidade de outros tempos parece-nos a todos, agora, uma realidade muito longínqua. Mas apesar disso, o teu avô não baixou os braços e luta diariamente por reconquistar uma vida mais tranquila.

No dia em que fizeste 2 anos, o avô não te pôde comprar um brinquedo caro, ou uma roupa de marca. Mas deu-te o coração dele na forma de um pequeno elefante de madeira que tu cobiçaste durante meses... e isso diz tudo sobre o teu avô.

Amo-te, pai. E prometo ensinar ao meu filho aquilo que aprendi contigo sempre... que "a vida é feita de pequenos nadas!!"

4 comentários:

anasantos79 disse...

Sem duvida que é um presente muito especial mesmo!
bjs

Naná disse...

Tudo o que se oferece de coração, não há dinheiro nenhum que possa pagar!
Até eu adoro o teu pai!

Tanita disse...

snif, snif. Já me fizeste vir uma lágrima ao olho. Bj**

Pirilampo M4gico disse...

:)