quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Querido M. #7


Amanhã faz um ano, filho. Um ano que chegaste. Um ano que te cheirei pela primeira vez. Um ano inteirinho desde o dia em que vi o teu pézito, aquele que me dava tantos pontapés na barriga. Um ano que os meus olhos se cruzaram com os teus, com aquele teu olhar de zangado com o mundo, irresistível. Faz um ano que passámos a ser um trio, eu, tu e o pai.


E eu, que tenho sempre uma palavra a dizer em todas as ocasiões, hoje estou muda. Tenho um nó na boca do estômago, sinto uma ansiedade, uma nostalgia, umas saudades de te ter na barriga, de quando eras apenas um come-e-dorme pequenino... e ao mesmo tempo uma explosão de alegria, de orgulho pelas tuas [e pelas nossas] conquistas, uma explosão de amor sem limite.


Os últimos 365 dias [dos quase 12.000 que já vivi] nunca foram vazios. Estavas lá sempre a dar sentido a tudo. Foste uma ajuda preciosa para 2 totós a viver a paternidade pela 1ª vez, facilitaste imenso, filho! E és lindo! Como tu és lindo, filho!


Aos dois gajos da minha vida [eu sei que o teu pai vai ler, só não se vai manifestar...] eu quero dizer "Adoro-vos". Piolho, por ti um amor incondicional, transcendente e maior que tudo até ao último milésimo de segundo da minha vida. Pai do piolho, reserve-nos a vida o que reservar, hei-de amar-te para sempre, até à lua e volta vezes catramilhões e mais um!


Com amor,

Ni

1 comentário:

© ●•TéTé £ XαVιєя•● disse...

E o tempo voa… PARABÉNS ao teu menino pelo seu 1º ano de vida!
Felicidades para todos :o)
Beijos
Tété & Xavier